Inscrições abertas para o seminário “Poder Judiciário e Internet” do TJ-BA; veja programação

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

No dia 13 de setembro, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) vai sediar o seminário “Poder Judiciário e Internet: desafios para proteção de direitos no ambiente digital”. O evento é promovido pela Corregedoria Geral (CGJ) do TJ-BA, em parceria com a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom)

 

A ação integra o projeto voltado à qualificação da atuação do Poder Judiciário e da sua relação com demais instituições para a proteção de direitos no ambiente digital. As inscrições, que são gratuitas, estão abertas até 10 de setembro. Clique aqui e se inscreva. 

 

O corregedor-geral, desembargador José Edivaldo Rocha Rotondano, participa da abertura do evento, às 9h, ao lado do secretário de Políticas Digitais do governo federal, João Brant, no auditório Desembargadora Olny Silva, edifício sede do TJ-BA, no Centro Administrativo em Salvador.   

 

O primeiro painel traz a palestra “Discurso de ódio, discriminação e desinformação na internet”, com a advogada com atuação na área Direito Digital, Privacidade e Proteção de Dados, Samara Castro; a especialista em Regulação, Tecnologia, Privacidade e Proteção de Dados; Estela Aranha; e a doutoranda em Ciência da Informação (UFRJ), Giulia Tucci, sendo mediada pelo coordenador-geral de Proteção de Direitos na Rede da Secretaria de Políticas Digitais (SPDIGI), Clériston Cavalcante Macedo. 

 

Logo após o coffee break, ainda pela manhã, o juiz do TJ-BA, Pablo Gagliano, realiza uma aula magna, às 11h20.   

 

Dando continuidade ao evento, o segundo painel tem à frente o promotor de Justiça aposentado MP-RS, Júlio de Almeida, e o fundador e presidente da Safernet Brasil, Thiago Tavares, tratando do tema “O Poder Judiciário e a Proteção de crianças e adolescentes na internet”. A palestra conta com a mediação da juíza Patrícia Didier, às 14h.   

 

“Produção de provas e crimes virtuais” é o tema do último painel do evento, ministrado pelo delegado da Polícia Federal, Stênio Souza, e a doutora e mestre em Direito, advogada criminal, professora de Processo Penal da Uneb e Ufba, Thaize de Carvalho, às 15h.   

 

Em paralelo à realização do seminário, o projeto engloba a formação do grupo de trabalho, presidido pela juíza Liana Teixeira Dumet, voltado à proposição de atos normativos de caráter orientativo aos magistrados.

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

PT e Centrão se unem para quebrar acordo e retirar PL da presidência da CCJ

O PT e o Centrão articulam para quebrar um acordo firmado no começo do ano passado e tirar o PL, partido do ex-presidente Jair Bolsonaro, da presidência da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara neste ano. Se o plano se consolidar, a CCJ, o colegiado mais importante de todos da Casa, ficará com

DPU recomenda que policiais usem câmeras corporais em buscas dos fugitivos de Mossoró

A Defensoria Pública da União (DPU) enviou dois ofícios na terça-feira (20) ao juiz corregedor e ao diretor da Penitenciária Federal em Mossoró, no Rio Grande do Norte, recomendando o uso de câmeras corporais por todos os agentes policiais envolvidos nas buscas pelos fugitivos do Presídio Federal de Mossoró. A DPU também pediu a realização

Lula nomeia juiz no Paraná e tribunal marca data para julgamento que pode cassar mandato de Sérgio Moro

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR), desembargador Sigurd Roberto Bengtsson, marcou para o dia 6 de março a posse do novo desembargador eleitoral José Rodrigo Sade como membro efetivo da Corte na classe de jurista. Sade teve seu nome oficializado como integrante do TRE do paraná em publicação no Diário Oficial da