Suspeito de atear fogo em ônibus é preso em Itamaraju

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

Ronivan Ribeiro dos Santos foi preso na noite deste domingo (17),  sob a acusação de ter participado do incêndio criminoso à um ônibus da Viação Itamaraju, ocorrido na tarde da última quinta-feira, dia 14 de março.

Os policiais chegaram até ele por meio de denúncia. Com o acusado foi apreendido um revólver Taurus (calibre 38, com numeração KKC 7741191 e 06 munições intactas), além de 09 buchas de maconha, 08 sachês de cocaína e R$ 980,00 em dinheiro.

A ação, coordenada pelo Pelotão de Emprego Tático Operacional (PETO), teve início após informações recebidas sobre a possível localização de um dos suspeitos nas imediações de um estabelecimento comercial no bairro São Domingos.

De posse da informação, os policiais militares se dirigiram ao local e realizaram a busca pessoal, encontrando com ele a arma, drogas e munições.

Na Delegacia ele confessou ter participado do incêndio ao ônibus, junto de um cúmplice, à mando de um terceiro, acusado de ter ordenado a coação e execução de Isabela Gomes (15 anos), morta à tiros no Itaitinga, comunidade rural do município de Alcobaça.

As investigações seguem em andamento para capturar e deter os demais envolvidos nesse caso.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Sites de pornografia são processados por advogados brasileiros devido à exploração sexual infantil

Os sites de conteúdo pornográfico PornHub e XVideos estão sendo processados por um grupo de advogados formado por seis alunos e dois professores da faculdade de direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV). A ação foi protocolada na manhã desta sexta-feira (17) e pede que as empresas, que são sediadas na República Tcheca e Luxemburgo, expliquem

Julgamento de Sergio Moro no TSE é suspenso; entenda

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, suspendeu na quinta-feira (16) o julgamento do processo que pode levar à cassação do senador Sergio Moro (União-PR). A causa para o adiamento foi uma sessão do Supremo Tribunal Federal (STF) que estava marcada para a tarde do mesmo dia.   A audiência do TSE

Santo André: juiz suspende compra de área por R$ 67 mi pela prefeitura

São Paulo — A Justiça paulista suspendeu, em caráter liminar (provisório), uma lei da gestão do prefeito de Santo André, Paulo Serra (PSDB), que previa a desapropriação de um terreno ocupado por cerca de 500 famílias pelo valor de R$ 67 milhões na cidade da Grande São Paulo. Na decisão, da última quarta-feira (15/5), o