Jerry Seinfeld culpa extrema esquerda e politicamente correto pelo fim da comédia

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

SÃO PAULO, SP 9FOLHAPRESS) – Em um novo episódio do podcast The New Yorker Radio Hour, o comediante Jerry Seinfeld deu declarações a respeito do que ele vê como novos rumos que a comédia estaria tomando.
A princípio, Seinfeld diz que “nada afeta a comédia”, e que as pessoas sempre precisaram dela. No entanto, logo em seguida, aponta problemas que estariam impondo barreiras ao gênero.

“Antigamente você ia para casa e esperava que houvesse algo engraçado para ver na TV. E agora, adivinha? Onde isso foi parar? Esse é o resultado da extrema esquerda e do lixo do politicamente correto, e das pessoas se preocupando demais em não ofender os outros”, reclamou.

“Quando você escreve um roteiro e ele passa por quatro ou cinco mãos diferentes, comitês, grupos, [alguém diz] ‘Eis o que pensamos sobre essa piada’, bem, esse é o fim da sua comédia.”

O programa, comandado por David Remnick, recebeu Seinfeld para falar sobre seu novo filme, “Descongelado: A História do Pop-Tart”, que ele escreveu, dirigiu e estrelou, e que estreia em 3 de maio na Netflix. O longa, que tem Hugh Grant e Melissa McCarthy, vai contar a história da invenção do biscoito Pop-Tart, da marca Kellogg’s.

Na entrevista ao podcast, Seinfeld também conversou sobre a proximidade de completar 70 anos -o ator faz aniversário em 29 de abril.

O criador da série “Seinfeld”, lançada em 1989 e que leva seu nome, entrou para a lista de bilionários da Bloomberg. Foi a primeira vez que a empresa criadora do ranking avaliou sua riqueza.

Ainda hoje, boa parte da sua fortuna vem da “sitcom”. Com o último episódio veiculado em 1998, a série segue gerando retorno financeiro com a comercialização dos direitos de transmissão.

Em 2019, a Netflix comprou as nove temporadas por mais do que os US$ 500 milhões que a NBC desembolsou pelos direitos de “The Office” ou os US$ 425 milhões que a Warner pagou por “Friends”, reportou na época o Los Angeles Times.

Super popular nos anos 1990, o programa de TV protagonizado por Jerry ficou famoso por falar “sobre o nada”.

Leia Também: Os piores trabalhos dos famosos, segundo eles mesmos

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Justiça de SP mantém medida protetiva de Ana Hickmann contra Alexandre Correa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O TJSP (Tribunal de Justiça de São Paulo) estendeu, por tempo indeterminado, a medida protetiva que Ana Hickmann tem contra o ex-marido Alexandra Correa, a quem acusa de violência doméstica. Por meio de nota enviada à Folha de S.Paulo , o TJ afirma que a decisão vai valer "enquanto perdurar

Vizinhos Protegidos: grupos de WhatsApp viram arma contra crime no DF

Pelo menos desde 2014, a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) conta com o projeto Rede Vizinhos Protegidos. Atualmente com 622 grupos no WhatsApp, a iniciativa consiste em criar “comunidades” no aplicativo de mensagens com moradores e PMs para servir de apoio ao policiamento operacional de cada área no combate ao crime. Entre 2019 e

Saiba mais sobre a Bola de Neve, igreja denunciada por ex-cantor do Raimundos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Rodolfo Abrantes, ex-integrante da banda Raimundos, relatou recentemente que ele e sua mulher, Alexandra Abrantes, sofreram abusos psicológicos cometidos por pastores da igreja Bola de Neve. "Feridas que demoram muito para curar", descreveu o cantor. Ele denunciou a congregação 13 anos após ter se afastado de uma de suas sedes