Lucas Souza se assume bissexual: “Tirar esse peso que me sufoca”

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Lucas Souza se assumiu bissexual na tarde deste sábado (27/4). Por meio de um comunicado oficial publicado nas redes sociais, o ex-A Fazenda falou sobre o novo momento que está vivendo e fez um longo desabafo.

“Me considero uma pessoa bissexual ou até mesmo pansexual. Na verdade, nem eu sei ainda. Estou em processo de autoconhecimento e deveria vivê-lo no meu íntimo, porém, com tantos comentários e com essa pressão que eu estou sentindo, resolvi tornar isso público e compartilhar minhas dúvidas e incertezas com vocês”, escreveu Lucas Souza.

Em seguida, Lucas Souza disse se sentir livre com a revelação. “Talvez esse não fosse o melhor momento, mas preciso tirar esse peso que me aflige e sufoca! Durante a minha participação no reality show, sexualidade virou pauta em muitos momentos e isso me consumiu internamente. E aqui pode surgir a dúvida porque eu não falei nada naquele momento.”

Leia o comunicado completo publicado por Lucas Souza: “Então, vamos lá, pessoal! Primeiramente, quero explicar para vocês o porquê estou tomando essa decisão! A minha vida toda foi sempre pautada pela coragem. As necessidades e dificuldades pelas quais eu já passei na vida fizeram com que desde cedo eu tivesse muita coragem.”

“Coragem para assumir o papel de homem dentro de casa; coragem para enfrentar a pobreza e dividir os estudos com trabalho desde cedo, sacrificando assim minha infância e adolescência. Coragem para enfrentar um ambiente cheio de regras e responsabilidades como é o exército.”

“Também tive coragem de deixar minha vida exposta através da internet e ainda lidar com comentários relacionados a minha sexualidade. Para mim, isso foi um problema por muito tempo. A questão é que esse assunto se tornou um problema por estar muito mal resolvido dentro de mim, e meu processo de autoaceitação e descoberta foi acontecendo com toda a exposição da minha vida.”

“A sexualidade para alguns é algo muito simples, a autoaceitação para outros também, mas esse não foi o meu caso. Meu processo foi diferente, talvez pela mentalidade [em] que fui criado, que o fato de ter vontade de se envolver com os dois gêneros, masculino e feminino, seria algo errado. Isso mesmo que você leu: me considero uma pessoa bissexual ou até mesmo pansexual. Na verdade, nem eu sei ainda. Estou em processo de autoconhecimento e deveria vivê-lo no meu íntimo, porém, com tantos comentários e com essa pressão que eu estou sentindo, resolvi tornar isso público e compartilhar minhas dúvidas e incertezas com vocês.”

“Talvez esse não fosse o melhor momento, mas preciso tirar esse peso que me aflige e sufoca! Durante a minha participação no reality show, sexualidade virou pauta em muitos momentos e isso me consumiu internamente. E aqui pode surgir a dúvida porque eu não falei nada naquele momento.”

“E eu explico: naquele momento eu precisava, antes de tudo, entender meus sentimentos, saber o porquê aquilo me deixava com tanto medo. Então, eu fui novamente corajoso e enfrentei o que mais me afligia. Tive que sofrer novamente todos os preconceitos calado e quieto, pois meus sentimentos, angústia e confusão me travaram!”

“Durante o confinamento, me apaixonei por uma mulher, o que é normal para o bi/pansexualismo. Essa mulher incrível me respeitou em todos os momentos e tornou-se minha amiga, além de namorada, e me aceitou exatamente do jeito que sou. Passei a criar planos com ela, mas novamente essa pressão de sexualidade veio e os comentários maldosos voltaram, só que aqui do lado de fora, aqui na vida real.”

“Podem questionar por que não tornei isso público depois que saí e vi todo o apoio que recebi das pessoas! Esclareço que, quando saí, eu estava certo de como seria minha vida aqui fora e como seriam meus posicionamento sobre isso, porém, percebendo as acusações, fiquei mais confuso ainda. Novamente, fiquei preso, impossibilitado de falar.”

“Porém, faz tempo que estou pensando em tornar isso público, para me sentir mais à vontade, tirar esse peso das minhas costas e poder viver sem ser ameaçado, sem as pessoas duvidarem do meu caráter. Enfim, hoje é um dia muito importante para mim, pois me sinto liberto e feliz! Espero que esse relato conscientize as pessoas, que cada um tem o seu momento, cada pessoa passa por um processo e o momento ideal de falar sobre isso cabe a cada indivíduo, de forma pessoal e intransferível.”

“E que todos nós, independente de raça, cor, gênero ou orientação sexual, merecemos respeito!”

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Furiosa: George Miller explica importância dos veículos para o enredo

Furiosa: Uma Saga Mad Max, dirigido pelo visionário George Miller, estreou nos cinemas nesta quinta-feira (23/5). O novo filme da série já está conquistando os fãs com sua mistura de ação frenética e narrativa envolvente, elementos característicos da franquia. Um dos aspectos mais marcantes e inovadores desta saga é a utilização dos veículos como extensões

Morgan Spurlock, diretor de ‘Super Size Me’, morre aos 53 anos

Documentarista morreu nesta quinta-feira (24) a complicações de um câncer; no filme, cineasta analisa indústria de fast food ao se alimentar diariamente de lanches do McDonald’s durante um mês ANGELA WEISS/AFP Além da indicação ao Oscar, o documentarista conquistou o prêmio de melhor diretor no Festival de Sundance e melhor roteiro de documentário no WGA

Parque de Exposições de Salvador é reservado para 11 dias de festa do São João 2024 com início no dia 13 de junho

A capital baiana terá o clima de interior do São João com festa prolongada. A cidade, que desde 2017 vem apresentando uma grade de atrações convidativa para quem não deixa Salvador durante o período junino, ganhou 11 dias de festa.   As informações foram obtidas pelo Bahia Notícias. O evento, que é organizado pela Superintendência