ONU lança fundo para proteger refugiados das alterações climáticas

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) anunciou hoje o lançamento de um fundo destinado a proteger refugiados e comunidades deslocadas, que enfrentam maiores ameaças devido às mudanças climáticas, com o objetivo de arrecadar aproximadamente 93 milhões de euros até 2025.

O Fundo de Resiliência Climática também visa apoiar as comunidades de acolhimento e os países de origem mais afetados pela crise climática, promovendo a inclusão dos refugiados, conforme comunicado divulgado hoje pela organização.

Os 100 milhões de dólares esperados pelo ACNUR até o próximo ano têm como meta fortalecer recursos sustentáveis, como fornecer energia limpa para abastecer comunidades com água e para operar escolas e instalações de saúde.

Além disso, o objetivo é apoiar a restauração ambiental e investir na resiliência por meio da construção de abrigos que resistam às mudanças climáticas, reduzindo assim o impacto humano no meio ambiente natural.

Filippo Grandi, Alto Comissário da ONU para os Refugiados, ressaltou que “os impactos das mudanças climáticas estão se tornando cada vez mais devastadores, exacerbando conflitos, destruindo meios de subsistência e resultando em deslocamentos”. Ele também observou que “muitos dos países mais generosos na aceitação de refugiados são também os mais afetados pela crise climática”.

O fundo priorizará projetos com impacto local e que envolvam as comunidades afetadas em sua concepção e implementação, alinhando-se também com as estratégias nacionais para as mudanças climáticas, conforme destacado pelo ACNUR.

Considerando que os riscos climáticos estão diretamente ligados a conflitos e pobreza, a organização informou que 60% dos refugiados e deslocados vivem em países vulneráveis às mudanças climáticas.

Grandi afirmou que “ao reduzir a exposição aos perigos climáticos, garantir o acesso a recursos sustentáveis e promover a inclusão, esses projetos proporcionarão melhorias tangíveis nas condições de vida, segurança e bem-estar dos refugiados e de suas comunidades anfitriãs”.

Leia Também: Hamas acusa Israel de enterrar mais de 300 em hospital de Gaza; Tel Aviv nega

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Morre o Presidente do Irã Ebrahim Raisi em tragédia de avião

Nesta segunda-feira (20), vários meios de comunicação estatais iranianos anunciaram a morte do Presidente Ebrahim Raisi e do ministro dos Negócios Estrangeiros, Hossein Amir-Abdollahian, em uma queda de helicóptero no noroeste do Irã. Ainformação foi divulgada pela agência de notícias Mehr e pelo jornal governamental Iran Daily, mas ainda não existe uma confirmação oficial por

Japão em alerta: homem morre em ataque de urso e policiais ficam feridos

Um homem foi encontrado morto e dois polícias ficaram gravemente feridos após um ataque de urso, numa província a nordeste do Japão. A população foi avisada para se manter em alerta. Segundo a Sky News, que cita meios de comunicação japoneses, os polícias foram atacados no sábado (18), na cidade de Kazuno, na província de

Lai Ching-te, novo presidente de Taiwan, toma posse com ilha dividida

PEQUIM, CHINA (FOLHAPRESS) - As cenas de pancadaria no Parlamento de Taiwan correram mundo afora e fizeram o presidente eleito, Lai Ching-te, adiantar-se ao seu aguardado discurso de posse desta segunda-feira (20), publicando em mídia social um apelo aos partidos do próprio governo e da oposição. "Partilho as preocupações de todos sobre o Yuan e