Pai é preso após filho menor postar foto com arma para ameaçar garoto

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

São Paulo — Pai e filho foram detidos, nessa sexta-feira (26/4), após o menor publicar uma foto nas redes sociais com uma arma de fogo, para ameaçar outro garoto com quem teve uma briga, em São Caetano, região do ABC paulista.

Segundo a Polícia Militar (PM), os agentes receberam informações de que o menor de idade estava com uma arma, um revólver calibre 38. Após uma desavença com outro adolescente, o menor o ameaçou publicamente, exibindo o revólver nas redes sociais, de acordo com a PM.

Ao chegar ao local indicado pela denúncia, os policiais falaram com a mãe do menor, que permitiu a entrada dos agentes na casa da família. Questionado, o suspeito indicou onde a arma da foto estava escondida.

Além de um revólver calibre 38, os PMs encontraram uma garrucha calibre 22.

As armas de fogo e o adolescente, acompanhado dos pais, foram levados à Delegacia de Polícia de São Caetano. O menor foi liberado sob custódia da mãe, mas o pai do adolescente permaneceu preso por posse ilegal de arma de fogo.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Inquilina é morta, na frente do filho de dois anos, por ex-namorado de dona do imóvel

Uma mulher foi morta a facadas enquanto dormia ao lado do seu filho de dois anos na cidade de Guaramirim, em Santa Catarina. O suspeito do crime é o ex-companheiro da proprietária do imóvel. Após o crime, o homem filmou a cena e foi preso preventivamente.   De acordo com o G1, a ex-companheira dele

Cárcere privado: mulher apagou contatos, prendeu e agrediu namorada

O caso de terror da jovem de Curitiba encontrada em cárcere privado em Brasília envolveu um relacionamento abusivo. A autora do crime agrediu a vítima, excluiu todos os contatos do celular dela, apagou mensagens do WhatsApp e a impediu de sair de casa sozinha. A curitibana ainda tinha que trabalhar dentro da residência, sem receber

Delegado do caso Marielle suplica para ser ouvido e Moraes atende pedido

O delegado Rivaldo Barbosa, preso por suspeita de planejar o assassinato da vereadora do Rio Marielle Franco, vai ser ouvido pela Polícia Federal após suplicar ao ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moares, que atendeu ao pedido. A intimação acontece após Rivaldo Barbosa enviar bilhete ao ministro pedindo "pelo amor de Deus" para