Tribunal de Nova York anula condenação do ex-produtor Harvey Weinstein por crime sexual

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


b4b7fc0a3da42e081f06e285235a7f8c5520b708w

O mais alto tribunal de Nova York anulou, nesta quinta-feira (25), a condenação de 2020 do ex-produtor de cinema Harvey Weinstein por estupro em 2020, cujo caso desencadeou o movimento #MeToo. “Ordem revogada e novo julgamento“, conclui o documento judicial que aponta erros na condução do julgamento. Em uma decisão de 4 votos a 3, a corte de recursos concluiu que o juiz que presidiu ao caso de Weinstein não foi justo ao permitir que os procuradores chamassem uma mulher que não fez parte das acusações contra o produtor de cinema de Hollywood. Antes da sentença da primeira das três acusações em julgamento, também um caso de estupro, Weinstein chegou a se declarar inocente e pedir para que a juíza não o condenasse à prisão perpétua.

cta_logo_jp

Weinstein, de 72 anos, cumpre pena de 23 anos em uma prisão de Nova York após ser condenado por ato sexual criminoso por praticar sexo oral à força com uma assistente de produção de TV e cinema em 2006 e outro estupro em terceiro grau por ataque a uma aspirante a atriz em 2013. Ele está preso em Nova York e será transferido para a Califórnia, para cumprir sua sentença. Ele foi condenado, em outro julgamento, a 16 anos de prisão em Los Angeles por outros crimes sexuais.

*Com informações da AFP

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Putin descarta tomar 2ª maior cidade da Ucrânia agora

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta sexta (17) que suas forças querem estabelecer uma zona tampão no norte da região ucraniana de Kharkiv para proteger a população do sul de seu país, e não tomar "neste momento" a capital regional homônima, segunda maior cidade ucraniana. A frase, de

Exército israelense anuncia que corpos de três reféns foram recuperados em Gaza

O Exército israelense anunciou nesta sexta-feira (17), que suas tropas recuperaram os corpos de três reféns na devastada Faixa de Gaza, e que teriam sido “assassinados” pelos seus sequestradores. Os três reféns que foram sequestrados estavam em uma festa rave, que acontecia no dia dos ataques terroristas do Hamas, em 7 de outubro. “Na noite

Israel diz ter recuperado corpos de mais 3 reféns na Faixa de Gaza

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As forças de Israel recuperaram na noite de quinta-feira (16) mais três corpos de reféns que foram levados por terroristas do Hamas para a Faixa de Gaza, anunciaram nesta sexta (17) autoridades do país. As vítimas teriam sido assassinadas no dia 7 de outubro enquanto tentavam fugir do festival de