Trump comparece a 2º dia de julgamento e expressa seu descontentamento: ‘Deveria estar fazendo campanha’

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


donald trump 1

O ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, compareceu nesta terça-feira (16) ao segundo dia de seu julgamento criminal, do qual é acusado de ocultar um pagamento de US$ 130 mil (R$ 672 mil, na cotação atual) à ex-atriz pornô Stormy Daniels, para comprar seu silêncio sobre um suposto caso extraconjugal que remonta a 2006 e para proteger sua campanha eleitoral em 2016, na qual derrotou a democrata Hillary Clinton. De terno e camisa azul, gravata listrada da mesma cor e rosto tenso, ele falou com a imprensa ao chegar no tribunal e manteve seu discurso de perseguição e que o julgamento não deveria estar acontecendo. “Eu deveria estar agora na Pensilvânia, na Flórida, em muitos outros estados, na Carolina do Norte, na Geórgia fazendo campanha”, disse Trump, que é o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos – as eleições acontecem no dia 5 de novembro.

Esse segundo dia de lançamento foi dedicado exclusivamente à escolha do júri de 12 pessoas e seis suplentes, que decidirá o seu destino, Trump em silêncio olha para os possíveis membros do júri à sua direita para examiná-los um a um. Ele não expressou nenhuma emoção particular e por vezes parece até entediado, a ponto de cochilar, diante do desfile repetitivo de cidadãos anônimos que representam a diversidade da sociedade novaiorquina e que foram lançados neste turbilhão judicial por meio de sorteio. Cada um responde em voz alta a um questionário minucioso sobre sua situação profissional e familiar, seus hobbies, suas fontes de informação ou suas simpatias, ou antipatias em relação ao réu.

*Com informações da AFP

 

 

 

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Hamas afirma ter realizado ataque com foguetes contra Israel

O braço armado do Hamas, as Brigadas al-Qassam, anunciaram, este domingo, o lançamento de uma "enorme onda de foguetes" contra Telaviv, em Israel, quando as forças armadas israelitas faziam soar as sirenes no centro da cidade, alertando para a possibilidade de lançamento de foguetes. As Brigadas al-Qassam, através de um comunicado publicado no seu canal

Brasileiro refém do Hamas é enterrado em Israel

Michel Nisembaum, brasileiro de 59 anos, foi enterrado em Ashkelon, Israel, após desaparecer durante ataque do Hamas. Seu corpo foi encontrado pelo Exército israelense na última sexta-feira (24), juntamente com os corpos de Orión Hernández Radoux e Hanan Yablonka. Segundo o jornal Times of Israel, durante a cerimônia, a filha do brasileiro, Chen, se pronunciou:

Incêndio em creche mata pelo menos sete bebês na capital da Índia

As equipes de resgate levaram 12 recém-nascidos da creche para um hospital próximo, mas sete acabaram por falecer, disse Atul Garg. Os outros cinco sobreviveram e estão sendo tratados por inalação de fumaça, acrescentou. Um outro dirigente dos bombeiros de Nova Deli, Suresh Kumar, disse que o incêndio deflagrou por volta da meia-noite, no primeiro