Réu abandona julgamento antes de ser condenado por tentar matar a ex

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

São Paulo – Um homem que era réu por tentativa de feminicídio no Fórum de Marília, no interior de São Paulo, não voltou ao tribunal após o intervalo de almoço do julgamento, na tarde dessa quinta-feira (9/5).

O autônomo Marcos Vagner Pelizer respondia ao processo em liberdade. Ele ainda não foi encontrado.

Segundo o processo, o réu era acusado de agredir e tentar matar a ex-esposa no estacionamento de um supermercado na zona norte da cidade, em 2016.

Na ocasião, segundo a denúncia, a vítima marcou um encontro com o ex para falar sobre o fim do relacionamento. Logo que entrou no carro, a mulher recebeu um “mata-leão” e um golpe de canivete no abdome. Ela conseguiu fugir e pedir ajuda.

Apesar da ausência do réu, o julgamento teve sequência e Marcos Vagner foi condenado a 16 anos de prisão em regime fechado. Com a decisão, um mandado de prisão foi expedido em seu nome.

Em nota, o Fórum de Marília informou que o caso não é considerado fuga, já que, até aquele momento.

Segundo o órgão, o réu respondia ao processo em liberdade e tinha o direito de sair para o intervalo, e tomou a decisão de não voltar ao tribunal.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Saiba quem é o CEO que ganhou mais de US$ 16 bilhões em 2 dias

Jensen Huang, o CEO e cofundador da fabricante de chips Nvidia, tem o hábito irritante – principalmente para seus concorrentes – de fazer fortunas em menos de 24 horas. Foi assim nesta quinta-feira (23/5), quando ele faturou US$ 7,65 bilhões (o equivalente a R$ 39,4 bilhões). E já havia sido assim em fevereiro, também numa

Saiba quem é Matteo, filho de Andrea Bocelli que também é tenor

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Andrea Bocelli, 65, e seu filho Matteo Bocelli, 26, têm encantado o público com a turnê pelo Brasil. O cantor italiano vem dividindo o palco com seu filho, que também é tenor. Em uma apresentação realizada na Arena BRB Mané Garrincha, em Brasília, eles emocionaram seus fãs, além de contar

Artista quebra tabu e retrata sexualidade de pessoas com deficiência

O capacitismo, termo recente que designa o preconceito com pessoas deficientes, infelizmente, está enraizado e presente em todas as áreas, inclusive na sexualidade. Foi pensando nisso que o jornalista, diretor e roteirista Daniel Gonçalves idealizou o projeto Assexybilidade, que engloba um documentário sobre o sexo e sexualidade de pessoas deficientes, além de uma exposição fotográfica.