Maioria dos eleitores com ‘voto útil’ quer impedir reeleição de Bolsonaro

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto
Pesquisa BTG-FSB divulgada nesta segunda-feira (21/03) mostra que Jair Bolsonaro (PL), presidente da República e provável candidato à reeleição, é o mais rejeitado entre os eleitores que usam do chamado “voto útil”, que mudam o escolhido no pleito para outro candidato acabar derrotado.
Entre os entrevistados que têm essa estratégia, 64% não querem que Bolsonaro vença. Outros 24% afirmam que Lula (PT) é o nome que mais gostariam de ver derrotado, seguido de João Doria (PSDB), com 3%; e Ciro Gomes e Sergio Moro, 1%..
Na mesma pesquisa, em cenário estimulado, Lula (PT) lidera as intenções de voto para presidente nas eleições de 2022, em outubro, com 43%. Bolsonaro aparece logo em sequência, com 29%, seguido de Ciro Gomes (PDT), 9%; Sergio Moro (Podemos), 8%; João Doria (PSDB), Eduardo Leite (PSDB) e André Janones (Avante), 2%; Simone Tebet (MDB), 1%; Felipe d’Ávila (Novo), 0%; nenhum, 3%; branco/nulo, 1%; não sabe ou não respondeu, 1%.
A pesquisa divulgada nesta segunda foi realizada pelo Instituto FSB Pesquisa, via ligação telefônica, nesse domingo (20). Ao todo, o levantamento ouviu dois mil eleitores, com margem de erro de 2% e margem de confiança de 95%. BR-09630/2022 é o registro da pesquisa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

PF mira trama golpista em depoimento conjunto de Bolsonaro e outros 22

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) prestou depoimento na tarde desta quinta-feira (22) à Polícia Federal sobre os planos discutidos no fim de 2022 para um golpe de Estado contra a eleição de Lula (PT) à Presidência da República. O depoimento foi marcado para iniciar às 14h30. Ex-ministros, ex-assessores, militares e aliados

Bolsonaro pode ser preso se incitar crime durante ato no domingo na avenida Paulista

(FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) pode ser preso se fizer apologia ou incitação ao crime durante manifestação convocada por ele na avenida Paulista, em São Paulo, neste domingo (25), afirmam especialistas. Os profissionais, entretanto, divergem sobre se a mera convocação do ato já poderia ensejar uma prisão preventiva, uma vez que o ex-presidente é investigado

Lula escolhe novo juiz, e TRE-PR deve marcar data do julgamento de Moro

(FOLHAPRESS) - O presidente Lula (PT) escolheu o advogado José Rodrigo Sade para a cadeira de juiz do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná, corte que julgará o senador Sergio Moro (União Brasil) em um processo com pedido de cassação movido pelo PT e pelo PL. A nomeação de Sade, que figurava em uma lista