Palmeiras e Corinthians fazem primeiro dérbi com técnicos portugueses na história

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

O duelo entre Palmeiras e Corinthians, nesta quinta-feira, às 20h30, no Allianz Parque, pela sexta rodada do Campeonato Paulista, é um dérbi histórico. O clássico volta a reunir dois técnicos estrangeiros depois de 56 anos e opõe pela primeira vez dois portugueses entre os comandantes. Abel Ferreira e Vitor Pereira são as atrações da partida que reúne os dois times de melhor campanha do Estadual.

O “relvado” do Allianz Parque, que terá seu melhor público no ano – já foram vendidos mais de 38 mil ingressos – recebe o primeiro dérbi com técnicos portugueses. O último encontro com estrangeiros entre os comandantes ocorreu em 2 de outubro de 1966, quando o Corinthians do técnico uruguaio Filpo Núñez venceu por 1 a 0 o Palmeiras do treinador paraguaio Fleitas Solich, em duelo válido pelo Campeonato Paulista daquele ano.

Dois técnicos europeus em um dérbi é algo raro, que não acontece há 93 anos. Em 1929, o antigo Palestra Itália, dirigido pelo húngaro Eugenio Medgyessy, o Marinetti, ganhou por 1 a 0 do Corinthians, comandado pelo italiano Virgilio Montarini. No total, houve 12 partidas entre os arquirrivais com treinadores estrangeiros. O Corinthians ganhou sete, o Palmeiras, quatro e houve um empate.

Os trabalhos de Abel Ferreira e Vitor Pereira estão em estágios muito distintos. O primeiro tem o time nas mãos, de modo que seus atletas sabem o que fazer, jogando de forma coordenada, e conquistou os palmeirenses com quatro títulos em 16 meses.

“O Palmeiras vem em um processo, crescendo. Quando chegamos ao Palmeiras, esse era nosso elenco, a maioria está aqui. Não houve grandes mudanças na equipe. Houve muito trabalho coletivo de todos”, enfatizou o comandante palmeirense.

Vitor Pereira desembarcou no Brasil há menos de um mês e ainda trabalha para implementar suas ideias. Treinou a equipe em apenas duas partidas, na derrota para o São Paulo por 1 a 0 e na goleada sobre a Ponte Preta, por 5 a 0.

“A intenção tem que ser que, para criar uma identidade, não podemos mudar, não podemos ser assim. Temos que acreditar no processo e ele evoluir. Ainda temos alguns erros de abordagem, mas tenho certeza que vamos evoluir”, explicou o treinador corinthiano.

Já classificado ao mata-mata, o Palmeiras tem 26 pontos e precisa de um para se garantir com a melhor campanha entre os 16 times do Paulistão. �? o único invicto da competição. O Corinthians é o segundo colocado na classificação geral, com 20 pontos.

ESTRAT�?GIAS

O Palmeiras tem uma base formada e é improvável que Abel faça mudanças nela para o clássico. A aposta é na sólida defesa, a melhor do torneio, que levou apenas um gol em dez jogos, e na eficiência da equipe, armada em muitos momentos para se defender com competência e contra-atacar com letalidade.

Recuperados de lesão, Gabriel Menino e Patrick de Paula podem aparecer entre os suplentes. Patrick negocia com o Botafogo e está perto de deixar o Palmeiras. Os desfalques são o zagueiro Luan e o lateral-direito Mayke, lesionados.

“Estamos preparados, não só os 11 que entram, mas também os do banco e quem não vai para o jogo, todo mundo espera esta oportunidade e está treinando bem”, disse Dudu. O camisa 7 crê que as vitórias nos últimos dois clássicos sobre São Paulo e Santos é prova da força da equipe.

O Corinthians deve apostar na velocidade para vencer o clássico. Depois da grande atuação de Willian e Gustavo Mosquito na goleada por 5 a 0 sobre a Ponte Preta, o time até possui uma disputa por posição no setor de criação, já que Giuliano também briga por vaga, mas a tendência é de que a dupla do último jogo seja repetida no dérbi paulista.

Vitor Pereira já havia revelado que não mudará o estilo do time. A linha alta e a pressão pós-perda de bola devem permanecer. Com isso, também é esperado que a equipe siga apostando na saída rápida de Willian e Gustavo Mosquito para fazer transições ao ataque.

“Eu costumo dizer que alguns jogos grandes, como clássicos, são jogos de xadrez. �?s vezes, tem que mudar uma peça no momento exato para chegar ao gol”, analisou Renato Augusto, o meio-campista que é o “cérebro” do elenco.

O lateral Fábio Santos e o volante Xavier iniciaram transição física e não devem voltar a tempo do jogo com o Palmeiras. O meio-campista Roni já vem treinando com o restante do elenco.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Tudo o que precisa de fazer para garantir a saúde e bem-estar do seu gato

Os animais de estimação trazem alegria a qualquer casa, no entanto, não são meros acessórios e é preciso tratar muito bem deles. Os gatos são, normalmente, mais independentes do que os cães, mas isso não significa que devem receber menos carinhos e cuidados.Por isso,...

Em último dia de campanha, ACM Neto prega voto útil

O candidato a governador ACM Neto (União Brasil) destacou na noite deste sábado (1º) a sua confiança de vitória no primeiro turno e pregou o voto útil para derrotar o grupo que governa o estado há 16 anos. A declaração ocorreu após seu...