Lula: Se indicasse Zanin ao STF, todo mundo compreenderia que ele merecia

Publicado em

Tempo estimado de leitura: < 1 minuto

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que levará em conta o caráter da pessoa e seu notório saber jurídico para a indicação ao Supremo Tribunal Federal (STF), além do cumprimento da Constituição. De acordo com o chefe do Executivo, caso seu advogado, Cristiano Zanin Martins, seja indicado, a indicação será merecida.

“Não quero escolher um juiz para mim, o juiz é para nação”, declarou o presidente em entrevista à Rádio BandNews FM, gravada nesta quinta-feira, 2. “Nunca pedi nenhum favor a nenhum ministro, não foi indicado para me fazer favor, para me proteger. Os ministros foram indicados para cumprir a Constituição e garantir o processo democrático deste País.”

As respostas ocorrem em meio à especulação de que Zanin seja indicado à vaga aberta na Corte Suprema. De acordo com Lula, contudo, se ele indicasse Zanin hoje ao STF, “todo mundo compreenderia que ele merecia”.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Bolsonaro chega acuado a ato e busca demonstrar força política contra investigações

MARIANNA HOLANDA E GABRIELA BILÓBRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Jair Bolsonaro (PL) aposta mais uma vez numa manifestação na avenida Paulista, em São Paulo, para tentar demonstrar seu capital político. Neste domingo (25), o ex-presidente tem como principal objetivo apresentar um retrato de que mantém apoio popular e, dessa forma, reagir ao avanço das investigações sobre

Influenciador português que entrevistou Bolsonaro diz ter sido detido pela PF no Brasil

O influenciador português Sérgio Tavares, que recentemente entrevistou o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em uma live em seu canal no YouTube, postou um vídeo em seu perfil no X (antigo Twitter) em que diz ter sido detido pela Polícia Federal (PF) no Aeroporto de Guarulhos (GRU) ao desembarcar no Brasil, na manhã deste domingo, 25.

Em último ato na Paulista, Bolsonaro chamou Moraes de canalha e atacou urnas e o STF

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deve discursar na tarde deste domingo, 25, em um ato convocado após ele se tornar alvo de investigação sobre tentativa de golpe de Estado. A manifestação vai ocorrer na Avenida Paulista, em São Paulo, uma via pública conhecida como palco de atos políticos - e não será a primeira vez