Lula homologa a terra indígena Aldeia Velha de Porto Seguro

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) homologou nesta quinta-feira (18), em cerimônia em Brasília, duas terras indígenas: Aldeia Velha, em Porto Seguro/BA, e Cacique Fontoura, no Mato Grosso. A homologação é a penúltima parte do processo de demarcação.

A expectativa, no entanto, era que o presidente assinasse a homologação de mais quatro terras indígenas, incluindo algumas com longo histórico de disputa pela demarcação, como Morro dos Cavalos e Toldo Imbu, em Santa Catarina, Potiguara de Monte-Mor, na Paraíba, e Xukuru Kariri, em Alagoas.

“Eu sei que vocês estão com certa apreensão, porque vocês estavam esperando seis terras indígenas. E nós decidimos assinar duas. Eu sei que isso frustrou alguns companheiros. Eu fiz isso para não mentir a vocês. É melhor a gente resolver o problema ao invés de assinar”, disse Lula.

DEMARCAÇÃO – O processo de demarcação é regulamentado desde 1996. Na prática, é um procedimento demorado, que envolve uma série de estudos sociais, ambientais e antropológicos. A titulação dessas terras havia sido travada sob Bolsonaro, que não assinou nenhuma ao longo de seu mandato.

A ALDEIA INDÍGENA PATAXÓ ALDEIA VELHA: A aldeia está localizada na Reserva Indígena Pataxó da Aldeia Velha, no Arraial d’Ajuda, distrito do município de Porto Seguro. O grupo que compõe a Aldeia é relativamente recente, e foi formado por indígenas desaldeados que habitavam nos arredores de Arraial d’Ajuda, Trancoso e outras regiões de Porto Seguro, onde iniciaram o processo de retomada do território na década de 90.

O nome Aldeia Velha foi dado pelo cacique Ipê (fundador da aldeia), e durante essa retomada, escolheu esse nome devido aos vestígios encontrados na terra, que comprovaram que o território era habitado por indígenas há muito tempo, e era um lugar de encontros de várias etnias, tais como: Tupiniquins, Botocudos, Maxacalis, Patatiba, Tupimabá, Tapuia, Camacã, entre outros, relatos que foram confirmados e comprovados por vários antropólogos.

A reserva Pataxó de Aldeia Velha ocupa uma área de cerca 2000 hectares, em meio a exuberante Mata Atlântica. Seu território está dividido em 2 áreas, a aldeia de moradia que está próxima ao perímetro urbano de Arraial d’Ajuda, e a área de vivências culturais, onde se deu início ao processo de retomada do território e que hoje é utilizado pelas lideranças indígenas e fomento das tradições e se conectar com o sagrado e realizar seus rituais.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Carnaporto Axé Moi em Últimos dias de vendas on-line

A ansiedade aumenta, e a contagem regressiva está a todo vapor! E você, vai ficar ai parado? Não perca a chance de fazer parte do Carnaporto Axé Moi 2024 nos dias 14,15 e 16 de fevereiro, na Arena Axé Moi em Porto Seguro -...

Justiça autoriza despejo de empresário de hotel de luxo em Trancoso

O empresário Ricardo Nobre, um dos arrendatários do luxuoso hotel “Villa dos Nativos Boutique”, em Trancoso, distrito de Porto Seguro, está enfrentando um momento difícil, sendo alvo de um processo de despejo devido à falta de pagamento de uma outrora pousada, onde, hoje, o...

Moradora de Porto Seguro é presa transportando fuzil de ataque fabricado nos Estados Unidos

Andressa Silva de Almeida (29 anos) estava transportando o fuzil Colt (calibre 5,56 de fabricação norte-americana), avaliado em R$ 40 mil reais. Ela foi presa na noite desta terça-feira (23), durante patrulhamento de rotina da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR 463. Ao vistoriar as...