Modelo tailandesa é encontrada morta no Bahrein após um ano desaparecida

Publicado em

spot_img
Tempo estimado de leitura: 2 minutos


kaikan kaennakam

O corpo de uma modelo tailandesa, identificada como Kaikan Kaennakam, foi encontrado no Bahrein após mais de um ano desaparecida. A jovem de 31 anos havia se mudado para o Oriente Médio em busca de novas oportunidades de trabalho para sustentar sua família. Após parar de dar notícias em abril de 2023, a família ficou preocupada e não conseguia contatá-la. Os parentes de Kaikan procuraram ajuda da embaixada tailandesa no Bahrein, mas mesmo com o apoio da comunidade local, não conseguiram localizá-la. Foi somente em janeiro deste ano que a embaixada informou à família que o corpo de uma mulher não identificada do Sudeste Asiático estava no necrotério do complexo médico de Salmaniya desde o ano anterior.

Uma tatuagem na perna da mulher foi crucial para identificá-la como a modelo desaparecida. A causa da morte foi declarada como “insuficiência pulmonar e cardíaca aguda devido à envenenamento por álcool”. A família agora busca levar o corpo de volta à Tailândia, acreditando que a morte da jovem é suspeita. A irmã de Kaikan, Suthida Ngernthaworn, postou nas redes sociais que a família quer justiça, pois as fotos do corpo mostravam hematomas, apesar da embaixada no Bahrein ter classificado a causa da morte como intoxicação alcoólica. A mãe da modelo também deseja que o caso seja reaberto e uma nova autópsia seja realizada. A família enfrenta dificuldades financeiras para trazer o corpo de volta, mas busca esclarecimentos sobre a morte da jovem.

*Reportagem produzida com auxílio de IA

 

 

 

 

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Agência da ONU estima mais de 670 mortos por deslizamento em Papua-Nova Guiné

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O deslizamento de terra que atingiu vilarejos ao norte de Papua-Nova Guiné, na Oceania, na última sexta-feira (24) pode ter deixado mais de 670 mortos, afirmou a OIM (Organização Internacional para as Migrações) das Nações Unidas neste domingo (26). A estimativa da agência da ONU (Organização das Nações Unidas) dobra

Hamas afirma ter realizado ataque com foguetes contra Israel

O braço armado do Hamas, as Brigadas al-Qassam, anunciaram, este domingo, o lançamento de uma "enorme onda de foguetes" contra Telaviv, em Israel, quando as forças armadas israelitas faziam soar as sirenes no centro da cidade, alertando para a possibilidade de lançamento de foguetes. As Brigadas al-Qassam, através de um comunicado publicado no seu canal

Brasileiro refém do Hamas é enterrado em Israel

Michel Nisembaum, brasileiro de 59 anos, foi enterrado em Ashkelon, Israel, após desaparecer durante ataque do Hamas. Seu corpo foi encontrado pelo Exército israelense na última sexta-feira (24), juntamente com os corpos de Orión Hernández Radoux e Hanan Yablonka. Segundo o jornal Times of Israel, durante a cerimônia, a filha do brasileiro, Chen, se pronunciou: