Tarcísio promove dança das cadeiras na PM e troca o comando da Rota

Publicado em

Tempo estimado de leitura: 2 minutos

São Paulo — Uma série de mudanças na cúpula dos batalhões da Polícia Militar de São Paulo foi publicada nesta segunda-feira (4/9) no Diário Oficial. Entre as dezenas de trocas promovidas pelo governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) está a transferência do comandante das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), envolvida em polêmicas recentemente.

Na Rota, sai o tenente-coronel Rogério Nery Machado, que permanecerá no mesmo comando de policiamento, porém agora no 4º BPChoq, responsável pelo Comando de Operações Especiais (COE) e Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate).

Nery comandou a Rota durante a Operação Escudo, desencadeada após o assassinato do soldado Patrick Bastos, em 27 de julho, no Guarujá. Até o momento, já foram registradas 27 mortes decorrentes de intervenção policial, sob a acusação de que a tropa tenha praticado execuções e atentado contra os direitos humanos.

Quem assumirá no lugar de Nery será Leonardo Akira Takahashi, que já fazia parte da Rota como major e foi promovido a tenente-coronel.

Outra mudança relevante acontecerá no 13º BPM, que atua na região da Cracolândia. Sai o tenente-coronel Armando Luiz Pagoto Filho, que vai para o CPA/M-10, o comando de policiamento que cuida dos batalhões da região de Santo Amaro.

No lugar de Pagoto Filho entrará Leandro Garcia Souza, que estava no 27º BPM, no extremo da zona sul.

No último dia 17, um soldado que trabalhava como motorista do comandante do 13º BPM foi preso por tráfico de drogas.

Trocas Segundo o secretário estadual de Segurança Pública, as trocas, em especial na Rota, não têm relação com a Operação Escudo, mas da promoção de Takahashi. “Isso é normal na carreira de todo policial”, disse.

“Vocês querem colocar polêmica onde não tem. Vou deixar claro para vocês. O tenente-coronel (Rogério) Nery (Machado), que comandou a Rota nos últimos quatro meses, é um oficial da mais alta estirpe, consideração, de uma carreira ilibada”, afirmou Derrite.

O secretário disse que Nery é “caveira formado no COE, um oficial brilhante”. “Só que nós tínhamos um planejamento, o comando-geral tinha um planejamento, de que o major Takahashi, que talvez seja um dos oficiais com maior tempo de oficial do Batalhão Tobias de Aguiar, assumisse o comando da Rota.

Derrite disse ainda que o coronel Nery sabia dessa missão de quatro meses até a promoção do tenente-coronel Takahashi. “Coronel Nery é um profissional extremamente qualificado, tanto é que volta para comandar o COE”, afirmou.

Que você achou desse assunto?

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

- Publicidade -

ASSUNTOS RELACIONADOS

Vídeo: mulher tenta atear fogo no ex-marido em ônibus no interior

São Paulo — Uma mulher foi presa depois de tentar atear fogo no ex-marido, na tarde da quinta-feira (22/2), em Campinas, no interior de São Paulo. Uma briga pela guarda dos filhos teria sido o estopim para a reação da mulher. Segundo a Secretaria da Segurança Pública, a mulher de 52 anos foi presa em

TRE-BA reabre posto de atendimento ao eleitor em Baixa Grande após quatro meses

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) reabre, nesta sexta-feira (23), o posto de atendimento ao eleitor no município de Baixa Grande, na região da Bacia do Jacuípe. O local estava sem funcionar desde outubro do ano passado e voltará a ofertar os serviços eleitorais, de 9h às 13h, nas quartas e sextas-feiras.   O

Governo inicia processo de regulação fundiária de Quilombo onde Mãe Bernadete foi assassinada

A comunidade quilombola Pitanga dos Palmares, localizada entre os municípios de Simões Filho e Candeias, na Região Metropolitana de Salvador, deu mais um passo para ter a regularização fundiária do seu território aprovada.    A Superintendência de Desenvolvimento Agrário (SDA), órgão vinculado ao governo do estado, publicou portaria na edição desta sexta-feira (23), do Diário